Fechar

Fale com nossa equipe

BLOG DE NOTÍCIAS

DICAS

Turismo médico: Você já pensou em fazer?

Brasil é referência internacional em ranqueamento de hospitais e centros de saúde

Você já pensou em sair da sua cidade, estado ou até de país em busca de atendimento médico de qualidade? Se a sua resposta for sim, saiba que você não é o único. Isso porque de acordo com o Departamento de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo, atualmente são mais de 10,5 milhões de viagens feitas pelo país, por brasileiros, motivadas por esse fim – representando 5,1% do total de viagens motivadas por questões de saúde. E esse perfil de paciente vem mudando consideravelmente, já que, no passado, o principal fluxo de turismo de saúde era representado por pessoas de classe alta, que buscavam por tratamentos de ponta no Brasil e até mesmo no exterior. Hoje, essa realidade já pertence à classe média, que também vem buscando por opções de melhor custo-benefício em centros especializados de excelência médica.

Dentre os tratamentos mais procurados nesse tipo de turismo, está o de câncer. Segundo dados da Pesquisa Hábitos de Saúde do Brasileiro, cerca de 65% das pessoas afirmam que a doença é a maior preocupação quando o assunto é saúde. Por isso, novas perspectivas com relação ao tratamento são sempre um alento para quem sofre com o mal. Para o médico Arnoldo Mafra, radio-oncologista do Instituto de Radioterapia São Francisco, “investir em novas tecnologias e novos aparelhos é fundamental para aumentar capacidade de atendimento aos pacientes, sejam os que estão em Minas Gerais ou até mesmo os pacientes que vem de outras localidades do país em busca de tratamento de ponta”, afirma.

 Com esse foco, o  Instituto, investiu em dois novos equipamentos ingleses de alta tecnologia, que vão aumentar em até 50%, a capacidade de atendimento aos pacientes. “Com o novo acelerador linear, que acaba de ser instalado, conseguimos atender mais pacientes e com mais qualidade. Antes, atendíamos cerca de 100 pessoas por dia. Agora, nossa estimativa é de atender mais de 150 pacientes diariamente”, comemora o médico. O Instituto, que tem 41 anos de atuação na área de radioterapia oncológica, conta com mais de vinte mil pacientes cadastrados e prevê um crescimento acelerado nesse número, a partir de agora.

 Potencializar o mercado

Diferente de países como Estados Unidos, Singapura e alguns da América Latina, como Colômbia e Argentina, o Brasil ainda não tem programas estruturados de divulgação e incentivo dessa modalidade. “Atualmente, o perfil do brasileiro está bastante focado em encontrar as melhores opções de tratamento. aliadas a condições de pagamento que caibam no orçamento familiar, só isso já nos torna um perfil de turista interessante. Porém, a  Embratur, que é responsável por promover o turismo no país, ainda não tem nenhuma ação específica para potencializar esse mercado”, destaca Mafra.

 Porque viajar em busca de tratamento

De acordo com o rádio-oncologista, o fator decisivo para que o paciente opte por esse deslocamento em busca de tratamento é, sem dúvida, a diferença de preços, referência de profissionais e atendimento entre os hospitais e clínicas especializadas.

 SOBRE

Fundado em dezembro de 1976, o Instituto de Radioterapia São Francisco é reconhecido por desenvolver atividades no campo da radioterapia. Seu corpo clínico é composto por sete médicos especialistas em radioterapia, três físicos e vinte e cinco colaboradores. Possui, entre outros equipamentos, dois aceleradores lineares de partículas; braquiterapia de alta taxa de dose; sistema de planejamento computadorizado Mônaco (R) e equipamentos de proteção radiológica e de dosimetria. Realiza tratamentos convencionais, com conformação tridimensional, irradiação com intensidade modulada e braquiterapia. Foi responsável por realizar, de forma pioneira em Belo Horizonte, a braquiterapia de alta taxa de dose para tratamento de lesões uterinas e de próstata e pioneiro no Brasil nas técnicas de hipofracionamento em mama. É certificado pelo Ministério da Saúde em excelência em controle de qualidade.

 Informações: Hipertexto Comunicação Empresarial 

Inscreva, para novidades.

Todos os direitos reservados a Pele em Pauta 2018. Desenvolvido por Agência Salt.